Default Header Bubble Text

Glaucoma: pesquisa indica efeitos benéficos da Cannabis Sativa no tratamento da doença

POR EM Sem categoria em 29 de janeiro de 2018

A pesquisa clínica desenvolve um papel fundamental na evolução da medicina e por consequência afeta diretamente a saúde da nossa sociedade. É por meio dos estudos clínicos que desenvolvemos com segurança medicamentos, tratamentos e produtos que buscam a cura de doenças e o aumento da qualidade de vida de milhões de pessoas todos os anos.

Neste post destacamos uma pesquisa que é ao mesmo tempo inovadora e polêmica e que já se destaca dentro da comunidade científica por apresentar resultados que podem ser responsáveis pelo retardamento dos sintomas, trazendo assim alívio e melhores perspectivas para a saúde de diversos pacientes de uma doença crônica e ainda sem cura.

Estamos falando sobre o uso clínico da Cannabis Sativa no tratamento de indivíduos com glaucoma, doença incurável que é a principal causa de cegueira irreversível no mundo. A glaucoma é uma neuropatia que provaca lesão no nervo responsável pela visão, causando, na fase final da doença cegueira.

É importante deixar claro que o uso de drogas como maconha e outras substâncias sem orientação médica é perigoso e o tema principal deste post é informar o que a pesquisa clínica descobriu sobre os efeitos medicinais da Cannabis em pacientes com problemas de glaucoma e alguns de seus desdobramentos.

Atualmente a principal forma de tratamento de glaucoma se dá através da diminuição da pressão intraocular, obtida com auxílio de medicamentos que podem ser colírios ou de administração via oral. Existem também terapias com lasers e cirurgias que são indicadas quando o paciente em tratamento com os remédios convencionais não obtém respostas significativas de melhora ou estabilização dos sintomas.

Porém, existe uma parcela considerável da população com essa enfermidade que não responde bem aos procedimentos convencionais. Em busca de qualidade de vida para essas pessoas a ciência busca terapias alternativas, como o uso do THC (tetrahydrocannabinol), princípio ativo da maconha, para auxiliar na redução da pressão intraocular.

Apesar de ser uma pesquisa que gerou resultados positivos, incluindo uma grande eficácia na diminuição da pressão ocular, infelizmente ainda não podemos afirmar que é a solução definitiva para o tratamento do glaucoma. De acordo com a literatura médica, apenas a redução da pressão não é o suficiente para acabar com a doença.

Contudo, o estudo utilizando a Cannabis evidenciou que existe um redução temporária da pressão intraocular, com duração aproximada de 3 horas. Ainda, pesquisas buscam desenvolver um colírio com o princípio ativo da planta. De qualquer maneira, mesmo sendo um possível substituto dos remédios utilizados atualmente, a legislação brasileira e a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) não liberam a utilização da maconha para o tratamento terapêutico de glaucoma.

As pesquisas continuam nesta área com o intuito de apenas determinar os benefícios e malefícios dessa e de tantas outras substâncias, ficando a cargo de órgãos e entidades competentes avaliar e discutir se a maconha deve ou não ser legalizada.

Quer mais informações sobre pesquisas clínicas, acesse nosso site de notícias e fique por dentro dos avanços das ciências médicas desta área.

Referências:

https://www.livescience.com/6232-marijuana-glaucoma.html

https://super.abril.com.br/saude/quando-a-maconha-cura/

https://hypescience.com/maconha-pode-aliviar-glaucoma/

 


COMPARTILHE:

3 anos ago / Sem Comentários

29

JAN

Sem

Comentários

richard_pense

Tags:, , , ,

Comentários